RECEITA

RECEITA

“Você vai ter que esquecer.” disse o médico.  Mais do que tudo, ele queria esquecer. Antes mesmo dos exames que descobriram o que causava a dor no seu peito.

Como a maioria das dores da vida, começou com um término. Nada demais, já tinha passado por isso antes. Mas, dessa vez, o tempo não curou. Na primeira vez em que seu braço esquerdo ficou dormente e sentiu aquela dor profunda estava escutando uma música.

No hospital, acreditavam ser um ataque cardíaco, apesar da sua pouca idade. O cateterismo não descobriu nenhum vaso entupido, mas encontrou o motivo.

“Cardiomiopatia Takotsubo”
“O que é isso?”
“Sindrome do coração partido.”
“Hã…”
“Acontece geralmente com mulheres. Exaustão completa do músculo do coração. Mas em 95% dos casos, o diagnóstico precoce permite uma recuperação completa. Você teve sorte.”
“É…”

Semanas depois, deixou o hospital. Passou por aquela praça, viu aquele banco e teve outra crise imediatamente.

“Você vai ter que esquecer.”
“Mas como?”
“De qualquer maneira. Você teve sorte até agora, mas a qualquer momento pode ter um choque cardíaco fatal.”

Buscou inspiração nos poetas e se acabou em drogas, mulheres, bebidas, boemia, prostitutas e vandalismo. Foi preso várias vezes, mas sempre era solto logo em seguida.

“Ordens médicas, senhor delegado. Ordens médicas.”

Anúncios

5 comentários sobre “RECEITA

  1. Hehe. O final foi muito bom. Engraçado demais ler a última fala: “Ordens médicas, senhor delegado. Ordens médicas.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s